Skip to main content
 
 

Disseminação

Na Imprensa
3 de Agosto, 2022

Entrevista à Rádio Observador

Link: https://observador.pt/programas/a-hist-ria-do-dia/vladimir-putin-podera-ser-derrubado/
Na Imprensa
3 de Agosto, 2022

Entrevista à SIC Notícias: “Guerra na Ucrânia”

Link: https://saladeimprensa.ces.uc.pt/index.php?col=noticias&id=38145#.YunZEHbMLIV
Na Imprensa
3 de Agosto, 2022

Entrevista à SIC Notícias

Link: https://saladeimprensa.ces.uc.pt/index.php?col=noticias&id=37997#.YunZGHbMLIV
Na Imprensa
3 de Agosto, 2022

Entrevista ao portal Sapo

Link: https://www.sapo.pt/noticias/atualidade/artigos/de-kyiv-a-bruxelas-a-solidariedade-a-justica-e-a-vontade-politica-nos-diferentes-corredores-da-guerra

Sessões temáticas em escolas secundárias

As sessões temáticas em escolas secundárias visam apresentar a estes estudantes diferentes aspetos da UE como ator de paz e segurança, nas suas relações com os países da Parceria Oriental e a Rússia, destacando instituições, processos, discursos e práticas. Estas sessões são conduzidas pelos membros das equipas em articulação com os projetos ‘FEUC@Escolas’ e ‘CES Vai à Escola‘, projetos institucionalizado na Faculdade de Economia e no Centro de Estudos Sociais, respetivamente. Estes projetos fazem parte das estratégias de disseminação de cultura científica, visando promover contatos entre a investigação e a comunidade em geral, com investigadores a visitar escolas secundárias e a promover sessões informativas sobre tópicos específicos. A iniciativa está em desenvolvimento no CES desde 2010, e na FEUC desde 2021, ampliando as possibilidades de partilha de conhecimento. Os projetos atingem cerca de 5.000 estudantes do ensino secundário por ano. O Centro de Excelência está articulado com estes projetos, contribuindo com tópicos na área da UE como ator de paz e segurança.

  • O Conflito Sírio e as Relações Internacionais Teresa Almeida Cravo

Esta sessão pretende debater com os/as estudantes o conflito armado sírio e o seu impacto nas relações internacionais. Na primeira parte analisaremos as características da região do Médio Oriente e Norte de África, para efeitos de contextualização; na segunda parte discutiremos de forma mais aprofundada a guerra na Síria, em termos de causas, atores, dinâmicas e impacto.

  • Desafios à segurança Europeia: a UE, a Parceria Oriental e a Rússia –  Maria Raquel Freire, Daniela Nascimento, Paula Duarte Lopes, Teresa Almeida Cravo e Bernardo Fazendeiro

O final da guerra fria e a alteração no ordenamento internacional que este implicou, em particular no que concerne o tema da segurança europeia, são o mote desta sessão que visa perceber o atual contexto de incerteza e insegurança nas fronteiras leste da União Europeia. As relações UE-Rússia estão sob olhar atento dos europeus, que após a crise de 2014 na Ucrânia levou a um contexto de enorme tensão, à aplicação de sanções e a um diálogo que foi minimizado em termos de densidade e temáticas. As relações UE-Rússia e os países que fazem parte da vizinhança partilhada, atualmente com violência não só no leste da Ucrânia mas também na região do Nagorno-Karabalh tornam a análise premente. Importa compreender e interpretar as dinâmicas em curso, as lógicas de violência e os esforços de transformação de narrativas de oposição em narrativas de paz.

Esta sessão debate a atual crise nas relações entre a UE e a Rússia, incluindo a análise dos países que fazem parte da Parceria Oriental, incluindo a Ucrânia. De que modo o projeto de segurança europeu revela fragilidades e oportunidades será analisado, recorrendo a exemplos concretos. O lugar da UE e da Rússia na segurança europeia serão aqui analisados também em contexto, de modo a perceber-se como o desenvolvimento do projeto europeu desde o período da Guerra Fria, tem consequências na relação com a então União Soviética e, hoje, a Rússia.

  • A UE como Ator de Segurança: Novos Desafios, Velhos Problemas  – Maria Raquel Freire, Daniela Nascimento, Paula Duarte Lopes, Teresa Almeida Cravo e Bernardo Fazendeiro

O tema da UE enquanto ator de segurança está na ordem do dia, face aos inúmeros desafios que persistem, desde terrorismo a violência armada nas fronteiras da União Europeia, até à atual pandemia, e à forma como adiciona pressão à segurança da UE lida em termos amplos. A capacidade de gestão das (in)seguranças e de resposta a estes inúmeros desafios é objeto de discussão, de modo a melhor compreendermos este ator, tão fundamental nas nossas vidas.

Esta sessão analisa a evolução do projeto de integração europeu desde a formação das Comunidades Europeias, que incluía na sua génese a ideia de paz na Europa, até aos desafios atuais em particular em matéria de segurança. Migrações e refugiados, terrorismo, questões ambientais, a guerra na Ucrânia, são temas que diretamente impactam no dia-a-dia da UE e que devem ser pensados de forma crítica nos desafios que constituem ao próprio projeto europeu.

  • Seremos Todos Iguais e Livres?: Os Direitos Humanos no Mundo  – Daniela Nascimento

Esta sessão pretende dar a conhecer aos estudantes a evolução do sistema de proteção dos Direitos Humanos, os seus instrumentos e principais instituições no plano universal e regional, com particular destaque para o sistema europeu de proteção dos direitos humanos. A reflexão em torno deste tema, seus níveis de garantia, respeito e proteção será igualmente feita por relação com o caso português e recorrendo a exemplos do quotidiano com os quais os estudantes se possam identificar. Esta será uma sessão interativa e incluirá a visualização de pequenos vídeos sobre o tema.

  • Desinformação, Violência e Redes Sociais –  Sofia José Santos

As redes sociais são cada vez mais determinantes na forma como vemos o mundo, assumindo papel preponderante face ao modo como conhecemos, percepcionamos e nos posicionamos sobre diferentes temas, eventos, identidades, grupos, crenças ou questões.  Com grande potencial narrativo e sem um crivo editorial que obedeça a códigos deontológicos e éticos, a comunicação que é feita nas redes sociais é, não raras vezes, violenta e povoada por notícias falsas. Tal acontece a várias escalas, com várias intensidades e em vários contextos. A partir de exemplos concretos, esta sessão de “O CES vai à Escola” pretende refletir sobre a forma como as redes sociais têm contribuído para a geração e a perpetuação de violências (nomeadamente através da propagação do discurso de ódio e do recurso a cyberbullying, trolling e cibertropas), explorando o impacto que a polarização e a desinformação violenta têm tido na ameaça a comunidades e sociedades democráticas e pacíficas, e discutindo, do mesmo modo, o potencial das redes sociais na desconstrução destas violências através de iniciativas individuais, jornalísticas e ativistas.

Atividades e Eventos

EventosLecture Series

Ioan Horga

{:pt}28 Novembro 2019Ioan Horga é Vice-Presidente da Associação Romena de Relações Internacionais e Estudos Europeus,…
Prone
8 de Fevereiro, 2021

Na imprensa

Na Imprensa

Entrevista ao portal Sapo

Link: https://www.sapo.pt/noticias/atualidade/artigos/de-kyiv-a-bruxelas-a-solidariedade-a-justica-e-a-vontade-politica-nos-diferentes-corredores-da-guerra
Renata
3 de Agosto, 2022